"São Jorge" - Um herói de carne e osso


Lembro-me bem dos tempos em que para mim os melhores filmes eram os de Hollywood. Aqueles filmes de ação, de super-heróis, com finais cor de rosa... Mas com a idade e com maturidade os gostos ganham outro sabor. Começamos a apreciar um bom vinho, outro tipo de música, olhamos o mundo de maneira diferente. Começamos a apreciar um filme que nos faça refletir, que nos deixe uma mensagem forte... ou que nos dê um murro na barriga!

No sábado fui, finalmente, assistir a "São Jorge"! 

Saí da sala de cinema calada, sem palavras. O meu pensamento estava junto de algumas pessoas que conheço, que lutaram e continuam a lutar com o "monstro" austeridade. O meu pensamento viajou até ao sorriso que, apesar de tudo, continua a iluminar os seus rostos. Este filme reforçou a admiração que sinto por pessoas que, apesar de terem a espada sobre as suas cabeças, continuam a acreditar! Cada dia é um dia de luta. Não baixam os braços, procuram encontrar uma solução, um novo caminho, uma nova oportunidade. Também sei que nem todos têm esta força, nem todos sentem que conseguem dar a volta e que o desespero passa a ser a noite que escurece os seus dias...

A magnífica interpretação de Nuno Lopes consegue alterar a nossa respiração, consegue deixar-nos sufocados, quase que nos sentimos num labirinto cheio de armadilhas... numa caminhada sôfrega, alucinante e sem fim à vista. "Jorge" é um herói dos nossos dias. É um herói verdadeiro, de carne o osso, como tantos que existem neste país. À medida que pressentimos o culminar da história queremos acreditar que ele vence esta luta dentro e fora do ringue de boxe... Queremos acreditar... 

Gostei muito do filme. E só posso agradecer ao Marco Martins, ao Nuno Lopes e a todos os heróis que participaram em "São Jorge" por terem levado o cinema português mais longe, por o terem levado a um outro nível. Por terem colocado a mão na ferida! Estão de parabéns!

E vocês já assistiram a "São Jorge"? Olhem que a produção nacional tem muita qualidade! E também luta, todos os dias, contra um "monstro".

Rosarinho

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.